Após polêmica, treinador de Gabriel Napão revela que irá recorrer do resultado

Browne e Napão protagonizaram um duelo polêmico (Foto UFC)

No card principal do TUF 17 Finale, Gabriel Napão, único representante brasileiro no card, mediu forças com Travis Browne e o duelo acabou marcado pela grande polêmica da noite. Em pouco mais de um minuto de luta, o norte-americano disparou diversas cotoveladas na nuca de Napão, o que é proibido, mas mesmo assim levou a vitória por nocaute.

Através de seu perfil no Facebook, Marco Alvan, treinador do brasileiro, garantiu que irá recorrer do resultado junto a Comissão Atlética de Nevada.

“Vamos recorrer com a Comissão Atlética de Nevada pois achamos que foram ilegais as cotoveladas na nuca. Sempre aceitei qualquer derrota que tivemos, mas essa foi ilegal. O Napão está bem, obrigado pelo apoio”, publicou Alvan.

Alheia ao assunto, a organização do UFC ainda premiou Browne com o bônus de nocaute da noite, no valor de US$ 50 mil. Os demais bônus de luta e finalização da noite foram dados a Cat Zingano x Miesha Tate e Daniel Pineda, respectivamente, no mesmo valor.

“Juro que não tentei tirar proveito de cotoveladas ilegais, o árbitro estava próximo e não fez nada, só interrompeu quando o nocaute já estava feito”, se defendeu Browne, durante a coletiva de imprensa do TUF 17 Finale.

Notícias relacionadas