Vitor Belfort faz exames semanais para evitar que seja pego no antidoping

Rockhold evita polêmicas com a reposição hormonal (Foto Esther Lin)

Vitor Belfort e Luke Rockhold, estrelas do UFC de 18 de maio, em Jaraguá do Sul, Santa Catarina, ficaram frente a frente nesta quarta-feira (20) na cidade sede do evento e, em coletiva de imprensa, concordaram com o polêmico assunto em voga na atualidade: TRT, sigla em inglês para reposição hormonal de testosterona.

Belfort, primeiro brasileiro a fazer uso do tratamento, garantiu que o UFC está atento aos seus passos, e não se mostrou incomodado com a fiscalização extra.

“O UFC sempre soube que eu uso, não faço isso para trapacear. Tenho acompanhamento médico e o UFC também acompanha isso.  Nunca burlei nada, sempre agi de maneira limpa. Faço exames de sangue toda semana para igualar os níveis de testosterona de uma pessoa da minha idade. Muita gente é avessa a tratamento. Eu não. Sou a favor das pessoas serem abertas e justas naquilo que estão fazendo”, explicou o carioca.

Após a TATAME noticiar em primeira mão que Vitor seria novamente liberado para fazer o tratamento, Rockhold deixou claro que venceria mesmo com o carioca sob terapia. No Brasil, o norte-americano manteve o discurso, sem criticar o oponente por utilizar a TRT.

“Não uso e não vejo problemas, desde que esteja dentro das regras. TRT faz parte do esporte agora e eu só quero ter certeza que os lutadores estão sendo testados e estão em níveis normais”, disse ele, acrescentando que, sete anos mais jovem que o rival, se sente “forte e saudável” para competir em alto nível.

Clique aqui e confira as 13 lutas confirmadas no UFC de Jaraguá do Sul e informações sobre venda de ingressos para o show.

Belfort garante que o UFC está ciente dos seus níveis de testosterona para o confronto (Foto Ryan Loco/reprodução)

Notícias relacionadas