Ex-desafiante, Thales luta no UFC Rio 4 e diz: ‘Nunca deveria ter saído’

Após quatro anos, Thales Leites está de volta ao UFC (Foto reprodução)

Longe do UFC desde 2009, Thales Leites está de volta. Depois de perder para o italiano Alessio Sakara no UFC 101, o brasileiro, natural de Niterói, assinou um contrato de quatro lutas com o Ultimate. Segundo reportagem do UOL, seu rival na reestreia será Tom Watson, que vem de nocaute sobre Stanislav Nedkov.

Ciente de que o título dos médios – que pertence a Anderson Silva – ainda é um sonho distante, Thales reconhece que tem uma longa estrada até o cinturão.

“Todo mundo que chega ali (UFC) está pensando no título. Se for para nunca almejar a cinta, não faz sentido. Estou chegando agora, vou degrau por degrau, não tenho perspectiva de desafiar ninguém”, declarou o atleta da Nova União.

Thales, que tem um Jiu-Jitsu afiadíssimo – Rodrigo Comprido chegou a incluí-lo entre os melhores da arte suave -, se vê com muita gordura pra queimar dentro do UFC ainda. Vindo de cirurgias nos dois joelhos, o lutador acredita que vive boa fase, e, mais maduro, confia no sucesso de seu retorno.

“Estou voltando para o lugar de onde nunca deveria ter saído. Tenho muito gordura pra queimar ainda. Não me vejo abaixo de ninguém, então, tenho condições de chegar lá e continuar meu trabalho. Vim de um período de lesão, mas estou bem, mais maduro, e conto com uma estrutura melhor para treinar. Tem tudo para dar certo”, afirmou.

A luta principal do UFC Rio 4 será José Aldo x Anthony Pettis, e o card já tem confirmado os duelos Demian Maia x Josh Koscheck, Vinny Pezão x Anthony Perosh e Sérgio Moraes x Neil Magny.

Notícias relacionadas