Linhares: “Não sei se lutarei mais pelo UFC”

Por Guilherme Cruz

Estreando no UFC com derrota para o duríssimo Rousimar Toquinho, o faixa-preta Lúcio Linhares não teve moleza em sua segunda luta no octagon. Escalado para enfrentar o japonês Yushin Okami, o atleta da Alliance acabou derrotado no segundo round da luta, que aconteceu no final de março no UFC Fight Night 21.

“Achei que a luta foi boa. O Okami é muito rápido, mas ele foi bem previsível, evitou a luta de chão e foi contundente com os jabs. Mas eu estava indo muito bem, seguindo a estratégia que montamos para a luta, mas daí ocorreu o corte em cima do meu olho e fiquei sem enxergar”, relembra Linhares, lamentando a interrupção do combate. “Eu queria ter continuado, para mim a luta só acaba quando estiver inconsciente, mas o médico achou melhor parar e eu respeito essa decisão. Fica feio para o esporte quando tem muito sangue”.

E Lúcio conta que pode não lutar mais no UFC. “Acho que essa luta foi tudo ou nada. Dei o meu melhor, não desisti em hora nenhuma e, se tiver que sair, sairei com a cabeça erguida. Minha situação no UFC está bem complicada. Foram duas derrotas em duas lutas, independente do fato de ter sido contra dois top contender ao titulo. Nem sei se lutarei mais pelo UFC… Espero que sim”, afirma o lutador, que pretende voltar em breve aos treinos. “Tirei os pontos hoje (ontem), começo a fazer a parte física na semana que vem e acredito que logo posso voltar a treinar com contato”, finalizou.

Notícias relacionadas