Jones cita 'satisfação' e divulga comunicado após suspensão: 'Concluíram que não sou trapaceiro'

Tatame

08/11/2016 10:26

Flagrado em um exame antidoping dias antes do UFC 200, que foi realizado em julho, Jon Jones, enfim, teve sua suspensão divulgada na última segunda-feira (7). A USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) condenou "Bones" a cumprir um ano de suspensão e, desta forma, o lutador ex-campeão meio-pesado do Ultimate só poderá lutar pela organização novamente a partir de julho de 2017. Vale ressaltar que o atleta norte-americano também foi multado e ainda será julgado pela Comissão Atlética de Nevada (NAC).

* Após ser flagrado em antidoping, Jon Jones é suspenso por um ano pela USADA; saiba mais sobre

Após a divulgação da punição, Jones mostrou-se feliz com o resultado final. Isto porque, apesar da suspensão de um ano, os responsáveis por investigar o caso concluíram que o lutador foi vítima de pílula contaminada para melhorar o desempenho sexual, e que "Bones" errou somente em não se aprofundar a respeito de tal substância encontrada no exame, se a mesma estava nos padrões estabelecidos pela USADA e também pelo código da WADA (Agência Antidoping Mundial). Depois da notícia de sua suspensão, Jones divulgou um comunicado declarando respeito ao gancho aplicado pelo órgão e mostrando estar satisfeito com o resultado.

694x487
Jon Jones divulgou comunicado mostrando-se satisfeito com punição aplicada pela USADA (Foto UFC)


"Embora eu estivesse esperançoso de um resultado melhor no julgamento da USADA, respeito muito o processo no qual eles me permitiram defender-me. Eu sempre procurei manter minha inocência e estou muito feliz que tenha ficado claro que eu não tomei substâncias banidas de maneira intencional. Estou satisfeito que, na investigação da USADA, concluíram que não sou um 'trapaceiro do esporte'. Ser eximido dessas acusações era muito importante para mim. Trabalhei duro dentro e fora do octógono para recuperar minha imagem e minha carreira de lutador, e vou aproveitar esses próximos oito meses para continuar treinando e crescendo como homem e atleta. Agradeço a todos os meus fãs, companheiros de equipe, treinadores, patrocinadores e também ao UFC pelo contínuo apoio", declarou o lutador da Jackson-Wink MMA em comunicado oficial.

Aos 29 anos, Jon Jones coleciona um cartel profissional de 22 vitórias e somente uma derrota no MMA. A última apresentação do lutador no Ultimate foi em abril deste ano, quando enfrentou Ovince St-Preux, saiu vencedor por decisão unânime dos jurados e faturou o cinturão interino meio-pesado do UFC na ocasião.