Técnico afirma: ‘Anderson tem lenha para queimar contra Jon Jones’

Anderson tem Weidman pela frente (Foto Eduardo Ferreira)

A superluta entre Anderson Silva e Jon Jones é uma das mais aguardadas pelos fãs de MMA. Para Rogério Camões, preparador físico do “Spider”, esse seria o maior desafio da carreira do campeão. “O maior desafio seria o Jones. Primeiro pela questão natural de envergadura. Em sua categoria, o Anderson tem vantagem pela envergadura, mas o Jon Jones tem uma maior ainda, além de ele ser habilidoso demais. Ele tem o mesmo poder de habilidade que o Anderson, só que eu acho o Jones previsível ainda e o Anderson é imprevisível. O diferencial é esse”, analisou.

Rogerão garante que Anderson nunca falou sobre esse duelo e ressalta que uma superluta com Jon Jones é uma decisão que cabe apenas ao campeão. “Ele é bem reservado nas escolhas dele. Quando ele decide que vai lutar liga para mim, para o Ramon Lemos e para o Distak e pergunta se acha que deve lutar. Mas primeiro a decisão é dele. Ele nunca com conversou comigo sobre isso, nunca disse nome algum e ele nunca desmereceu ninguém. Tem uma ética profissional fora de série”, explica Rogerão, que deixou em aberto a possibilidade do “Spider” encarar Jon Jones após a luta contra Chris Weidman, que acontece no dia 6 de julho em Las Vegas.

“Depois dessa luta contra o Chris Weidman, talvez seja o Jones em Nova Iorque e vamos preparar ele. A gente nunca escolheu lutador. Mas ele sempre ponderou porque tem o direito de querer uma luta melhor. Mas eu gostaria de ver essa luta contra o Jones sim. Acho que o Anderson merece, até para acabar com essa história que ele não é o melhor lutador. Ele já pegou tudo que é casca grossa da 84kg, não pegou frango na 93kg, mas acho que ele ainda tem essa lenha para queimar contra o Jones. Queria ver essa como última luta dele na carreira. Ele ganha e se aposenta”.

Notícias relacionadas